Segundo o Houaiss, TRABALHO é: sm. fis. grandeza que pode ser definida como o produto da magnitude de uma força e a distância percorrida pelo ponto de aplicação da força na direção desta (τ); esforço incomum; luta, lida, faina; conjunto de atividades, produtivas ou criativas, que o homem exerce para atingir determinado fim; atividade profissional regular, remunerada ou assalariada; qualquer obra realizada (manual, artística, intelectual etc.).

11 de setembro de 2007

Arte de Rua

Não sei se desvalorizada ou desconhecida. Acredito que os dois. A arte de rua em si cotuma ser vista como vandalismo e depredação. Com os grafiteiros não é diferente. Não. Grafiteiros não são pichadores. Normalmente são meninos de comunidades carentes que costumavam pichar e com alguma ajuda passaram a fazer arte, a fazer grafite. Eles são muitas vezes até contratados para pintar muros e paredes da cidade. Acho que a desvalorização e o desconhecimento não seja nem o da profissão em si, mas sim, a desvalorização da grafite como arte. É só olhar pelas ruas da cidade e ver trabalhos incríveis nos muros. É arte nos muros. Uma arte nova feita por jovens e que merece sim toda a nossa adimiração. Segue um vídeo com uma pequena reportagem feita pela TVRIO sobre Grafiteiros.

(Caso não consiga visualizar o vídeo aqui no blog, logo abaixo o link do vídeo no youtube.)



Arte de rua é vista por poucos como arte. E é para tentar reverter essa situação que foi criada uma galeria em São Paulo que só traz arte de rua. A Galeria Choque Cultural traz grafites, stickers e até tatuagens, ela traz a arte da rua para uma galeria de verdade. Se pensarmos que as galerias de arte são sempre direcionadas a públicos de classes altas(classea A e B), endinheirados e costumam ter poucas pessoas visitando as obras que são normalmente pinturas e esculturas raríssimas ou extremamente caras de importantes pintores e/ou escultores.

Já na choque cultural encontramos jovens, arte feita por jovens exibida em um ambiente descontraído onde qualquer um se sente à vontade e hipnotizado pelas artes lá expostas. Vale a pena conferir.

Foto da fachada da Galeria Choque Cultural retirada de seu próprio site.

Um comentário:

Marina Dantas disse...

O Blog de vocês está realmente ótimo. Os posts são criativos, bem escritos e chamativos.

Parabéns!

Quanto à arte de rua, seria necessário uma mobilização das comunidades regionais de são paulo para regularizar a situação junto à prefeitura. Estabelecer onde o grafite será permitido, e onde não será. Afinal de contas, não se pode enfiar arte "vista adentro" das pessoas. Ainda mais numa cidade com a população madura cada vez mais expressiva.

Imagino que isso já aconteça, pelo menos em algum lugar. Mas já que isso é um comentário, não um artigo ou algo do tipo... Xá pra lá =]