Segundo o Houaiss, TRABALHO é: sm. fis. grandeza que pode ser definida como o produto da magnitude de uma força e a distância percorrida pelo ponto de aplicação da força na direção desta (τ); esforço incomum; luta, lida, faina; conjunto de atividades, produtivas ou criativas, que o homem exerce para atingir determinado fim; atividade profissional regular, remunerada ou assalariada; qualquer obra realizada (manual, artística, intelectual etc.).

7 de setembro de 2007

Profissionais da reciclagem

Existem, hoje em dia, muitos “catadores de lixo”, os chamados “coletores”. Ao andar por São Paulo, por exemplo, é muito provável que se vá encontrar um daqueles homens puxando um carrinho com lixo dentro e pegando algumas coisas da rua.

Algumas pessoas não consideram isso como profissão, mas o que elas não sabem é que já existem até cooperativas de coletores, que garantem a eles um salário fixo no final do mês. Porém, alguns desses catadores preferem trabalhar por conta própria, para aumentar a renda familiar, mas isso pode trazer riscos para si mesmos, por ficarem expostos a vários tipos de doenças, por exemplo.

A principal função do coletor é recolher das ruas qualquer tipo de material que possa ser reutilizado. Para se trabalhar de coletor não é necessário ter curso superior, mas é preciso ter um bom condicionamento físico e disposição para trabalhos considerados pesados. Apesar de tanto esforço esses trabalhadores ganham em média apenas um salário mínimo.

Apesar de não serem vistos de maneira positiva por uma grande parte da sociedade, esses catadores na verdade fazem um bem para o meio ambiente, pois em um cenário de desmatamento e aquecimento global, o trabalho deles se torna cada dia mais importante.

Um comentário:

Sandra disse...

Não acho que eles sejam mau vistos pela comunidade. Tem muita gente inclusive que ajuda, pois sabem que isso virou forma de subsistência!
O que eu acho, é que isso deveria ser regularizado e que a sociedade conscientizada...